Programa Nacional de Incentivo à Leitura

Apresentação

Saber ler é uma exigência das sociedades modernas. Há, contudo, uma importante diferença entre saber ler e a prática efetiva da leitura. Se a habilidade de leitura é uma necessidade pragmática e permite a realização inclusive de atividades básicas, como deslocar-se de um ponto a outro, fazer compras e realizar tarefas cotidianas, entre outras ações, a prática da leitura é importante instrumento para o exercício da cidadania e para a participação social.

Foi para estimular isso que, em 13 de maio de 1992, através do Decreto Presidencial nº 519, instituiu-se o PROLER (Programa Nacional de Incentivo à Leitura), vinculado à Fundação Biblioteca Nacional, órgão do Ministério da Cultura. O Decreto nº 4.819, de 16 de agosto de 2003, que aprovou o novo Estatuto da FBN, veio fortalecer os objetivos do Programa. O PROLER tem sua sede na Casa de Leitura situada no bairro de Laranjeiras, Rio de Janeiro.

O PROLER/UESC foi instituído em 1996, quando foi firmado o convênio da UESC com a Casa da leitura,  sede do Programa Nacional.  Muitas ações de incentivo e divulgação da leitura marcam o percurso do PROLER/UESC na região. Atualmente, é objetivo principal de o Projeto local articular parcerias e formar mediadores de leitura, paralelamente, projetos de ação imediata desperta leitores adormecidos e incentiva leitores a experiências diversas e enriquecedoras com o ato de ler.

Vertentes

Formar mediadores de leitura e articular práticas leitoras que despertem a necessidade de ler nos cidadãos; promover ações estratégicas de articulação e valorizar o lugar político da leitura; produzir, valorizar e estimular a criação de bibliotecas públicas; divulgar informações sobre o tema leitura em Rede de Informações.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ
Campus Soane Nazaré de Andrade, Rodovia Jorge Amado, km 16, Bairro Salobrinho
CEP 45662-900. Ilhéus-Bahia
wmaster